quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Inveja do Uruguai


Sei que a inveja não é uma coisa boa, mas quando li que, por 17 votos a favor e 14 contra, o Senado uruguaio aprovou na quarta-feira projeto de lei que descriminaliza o aborto no país, confesso que senti um certo mal-estar por ver que esse pequenino vizinho do Brasil é capaz de estar anos-luz à nossa frente em certas questões, como nesse caso - ou na discussão que o Parlamento uruguaio faz em relação à estatização da produção e do comércio da maconha.

Os méritos para esses avanços sociais vão, em grande parte, para o presidente José Pepe Mujica, o ex-guerrilheiro Tupamaro que está trazendo o Uruguai para a modernidade. 

Mujica é um caso raro entre os governantes latino-americanos, talvez de todo o mundo. O seu ar bonachão, de alguém completamente desprendido dos ritos do cargo, esconde um caráter tenaz de quem pretende fazer uma transformação profunda em seu país.

Mujica ficou famoso quando a imprensa mundial destacou que ele recebe US$ 12.500 mensais por seu trabalho como presidente, mas que doa 90% de seu salário para ONGs e pessoas carentes. Seu carro é um Fusca e ele mora num sítio nos arredores de Montevidéu e para ele o restante que sobra do seu salário é o suficiente para se manter. “Esse dinheiro me basta, e tem que bastar porque há outros uruguaios que vivem com bem menos”, diz.

Mas voltando à inveja...

Não posso deixar de lamentar que no Brasil, uma superpotência econômica, territorial e demográfica se comparado ao Uruguai, a campanha eleitoral para a capital do Estado mais rico da federação, e ela mesmo uma das metrópoles mais importantes do mundo, esteja centrada em um tema medieval como a homossexualidade, com um dos candidatos se comportando como um fanático de extrema-direita, desses que a gente só acreditava existir nas piores obras de ficção.

Enquanto isso, o Uruguai se transforma no segundo país da América do Sul (depois da Guiana) a permitir o aborto por qualquer mulher que deseje fazê-lo, até a décima segunda semana de gestação.

Antes de entrar em vigor, a lei precisa passar por sanção do presidente Pepe Mujica, mas ele já avisou, em reiteradas declarações, que não vetará a decisão tomada pelo Parlamento.

De acordo com estimativas de organizações sociais são feitos cerca de 30 mil abortos por ano no Uruguai. Segundo o Ministério da Saúde, no ano passado, 46.706 crianças nasceram no país.

O projeto não legaliza o aborto, mas sim impede que a interrupção da gravidez por parte de cidadãs uruguaias seja tratada como crime. A decisão final pode ser tomada pela gestante depois de ter sido observado um processo obrigatório de consulta a três profissionais vinculados ao sistema de saúde local e desde que o aborto seja praticado por centros de saúde registrados.

Entre 1934 e 1938, o aborto foi legal no Uruguai. E, desde a reabertura democrática (1985), todas as legislaturas apresentaram projetos a respeito.

O projeto aprovado é resultado de um extenso vaivém do texto na Câmara e no Senado uruguaios. Em 2008, o então presidente Tabaré Vázquez vetou os artigos da Lei de Saúde Sexual e Reprodutiva que estabeleciam a descriminalização do aborto.

Agora, com Pepe Mujica, as coisas vão mudar.



Edivaldo Holanda Júnior, começa acertando no seu primeiro ato como prefeito eleito.

Prefeito eleito Edivaldo Holanda Júnior
O prefeito eleito de São Luís, Edivaldo Holanda Júnior, definiu e divulgou a sua equipe de transição que vai trabalhar e elaborará relatório durante o tempo antes de assumir a prefeitura, juntamente é claro, com as informações e constatações  de membros da atual gestão tucana.

A equipe será presidida pelo vice prefeito eleito Roberto Rocha que é formado em Administração de Empresa e contará ainda por 07 membros especializados em auditoria, economia e administração pública. Todos com experiências comprovadas e trabalhos prestados ao público.

O nosso blog destaca a participação de Welinton Rezende Silva, formado em Administração de Empresas e trabalha como Auditor da CGU, atua ainda como militante no Partido Comunista do Brasil - PCdoB, no  Programa de Fortalecimento da Gestão Pública e é o oficial do Blog Controle Social.

Veja abaixo a lista de todos os membros da equipe e suas respectivas formações e do ato informativo da equipe ao gestor da prefeitura atual:

1) ROBERTO COELHO ROCHA (Presidente) Administrador de Empresas;

2) DELCIO RODRIGUES E SILVA NETO – Formado em Ciências Contábeis, Auditor concursado do Município, lotado na Controladoria, especialista em auditoria governamental, atual presidente dos auditores de controle interno do Município de São Luis;

3) PEDRO JAMES DE SOUZA GUEDELHA – Bacharel em Direito, com pós-graduação
o em direito público; ex-chefe do IBGE; ex-assessor da prefeitura municipal;

4) LINALDO ALBINO DA SILVA - Advogado militante, com experiência na Administração Pública;

5) RODRIGO DOS SANTOS MARQUES – Professor, formado em Relações Internacionais pela LSE (London School of Economics) em Londres, MBA Gestão Empresarial pela FDC (Fundação Dom Cabral) em Belo Horizonte-MG, Mestrando em Administração Internacional pela FGV no Rio de Janeiro;

6) WELINTON RESENDE SILVA – Administrador de Empresas, Ex-auditor do TCE, Auditor da CGU, Instrutor do Programa de Fortalecimento da Gestão Pública. 

7) FELIPE COSTA CAMARÃO – Procurador Federal, ex-dirigente do PROCON/MA, Prof. universitário, mestrando em direito;

8) BERNARDO FELIPE PIRES LEAL – Economista, ex-funcionário do Banco do Brasil, Auditor Estadual de Controle Externo do TCE.




Escolha qual dessas prisões é ideal para escrever um livro?

As prisões são locais de degradação e de sofrimento humano. Ninguém quer ir parar a uma, mas a triste realidade é que a maior parte delas está sobrelotada e são antros de podridão. Se alguma vez existiu um inferno na Terra ele deve ser precisamente nas prisões, não existem palavras suficientes que expliquem como são estas prisões, apenas quem por lá passou pode relembrar o sofrimento. Mas que elas são do pior que existe, disso não tenho dúvidas…


Prisão Bang Kwang  (Tailândia)
: É ironicamente conhecida como o “Hilton De Banquecoque”, está sobrelotada não tem condições e muitos prisioneiros ficam loucos visto passarem os primeiros meses das sentenças acorrentados. O sistema de saúde é inexistente, os medicamentos são uma miragem e os prisioneiros no corredor da morte ficam acorrentados até ao dia da execução e só são avisados algumas horas antes de serem executados.

Prisão De Máxima Segurança ADX Florence (Colorado): Esta prisão foi construída como resposta aos ataques violentos a guardas que ocorreram um pouco por todos os Estados Unidos. Foi criada para minimizar o contacto entre os guardas e os criminosos, alguns detidos passam umas impressionantes 23 horas numa cela. Os detidos da prisão têm a reputação de serem os piores dos piores, muitos deles mataram e torturaram colegas de outras prisões e representam um risco sério.

Prisão De Alcatraz (São Francisco): Conhecida como “O Rochedo” ou “A ilha do demónio” foi construída para albergar os criminosos dos anos 20. Um local isolado e impossível de se escapar, os detidos não tinham contacto com o exterior e viviam sobre constantes regimes de silêncio obrigatório que podiam durar meses ou anos. Alguns dos prisioneiros ficavam loucos passado pouco tempo. A prisão fechou em 1963, mas foi imortalizada por inúmeros filmes.

Prisão Quentin (Califórnia): Nos anos 30 foi conhecida como uma prisão fácil onde os criminosos gostavam de ir parar. Mas nos anos 40 uma séries de reformas tornaram esta prisão num inferno na terra. No primeiro incumprimento das regras os detidos eram colocados na solitária, locais sem condições onde mal podiam respirar. Ainda hoje esta prisão tem má reputação e possui os piores criminosos da Califórnia. O número reduzido de guardas coloca a prisão em alerta constante e o caos pode instalar-se a qualquer momento.

Prisão Diyarbakr (Turquia): Esta prisão já foi várias vezes criticada pela sua violação dos direitos humanos. De 1981 a 1984, trinta e quatro prisioneiros perderam a sua vida devido a actos de tortura mental e psicológica praticados. A prisão é também famosa pelos abusos sexuais, péssimas condições de higiene e por encarcerar crianças. Os seus crimes bárbaros e as violações dos direitos humanos colocam-na  no topo da lista das piores prisões do mundo.

Prisão La Sabaneta (Venezuela): Uma prisão onde as doenças proliferam e os detidos não têm quaisquer actividades. Um surto de cólera na prisão matou uma vez mais de 700 detidos, em 1994 ficou conhecida devido a um massacre que levou à morte de 100 prisioneiros. Os guardas recebem pouco e muitas vezes recorrem a uma violência extrema, os presos são literalmente abandonados e optam por lutar entre si o que resulta em muitas mortes por ano.

Prisão La Sante (França): Esta prisão ficou famosa também pela sua falta de condições. Os detidos eram obrigados a viver em celas cheias de ratos e piolhos, com alguns dos prisioneiros a ficarem literalmente loucos. Os presos mais fortes tornavam os mais fracos escravos e eles eram repetidamente violados. Veronique Vasseur que foi médica na prisão, lançou em 2000 um livro onde denunciava as atrocidades realizadas naquela prisão. Em 2003 o número de suicídios disparou com 112 detidos a acabarem com a sua própria vida.

Prisão Rikers Island (Nova Iorque): Relatos de facadas, espancamentos e tratamento brutal dos guardas caracterizam esta prisão americana. Em 2007 um prisioneiro chamado Charles Afflic foi agredido por um guarda violentamente enquanto estava de costas, as lesões foram tão graves que ele necessitou de uma operação ao cérebro. A prisão é conhecida pelo seu grande número de prisioneiros com doenças mentais que muitas vezes optam pelo suicídio.

Prisão Tadmor (Síria): Localizada no deserto, a prisão de Tadmor é famosa pelas suas violações dos direitos humanos e execuções brutais. Em 1980 depois de uma tentativa de assassinato do presidente Hafez al-Assad, os prisioneiros de Tadmor pagaram com a própria vida, quando helicópteros com comandos aterraram na prisão e foi levado a cabo um massacre onde muitos acreditam que morreram mais de 1000 detidos.
Fonte: Blog Los Brotheers

terça-feira, 30 de outubro de 2012

"Isadora Faber" do Maranhão é demitida em Imperatriz

Uiliane Araújo e Isadora Faber

O recente caso da aluna Isadora Faber (releia aqui),  que chamou a atenção do Brasil e do mundo postando fotos no facebook das condições da sua escola em Florianópolis (SC),  trouxe indignação na sociedade pelas condições com que a educação pública é tratada no Brasil.



Crianças com guarda-chuvas em sala de aula

No Maranhão, um dos estados mais reacionários do País, o exemplo não pode ser seguido. No entanto, desafiando a 'lei do silêncio" a professora Uiliene Araújo decidiu fotografar os seus alunos fazendo provas segurando guarda-chuvas na Escola Guilherme Dourado, durante uma tarde chuvosa na segunda maior cidade do estado.

Um modelo precário de gestão educacional 

Em tempo, a Prefeitura de Imperatriz utiliza-se de um modelo que é conveniar associações/entidades para ofertar o ensino básico aos alunos. E como se sabe, caro leitor, este modelo exige que os órgãos de controle municipais estejam sempre atentos para que não ocorram desvios de finalidade.

Noutro aspecto, a situação de conveniar entidades deveria ser utilizada de modo temporário, tendo em vista que a própria prefeitura deve construir escolas e contratar seus professores e demais funcionários por meio de concurso público. É o que exige a lei.


Demissão imotivada

Voltando ao tema inicial, a demissão da professora Uiliene ganhou as mais estranhas versões, que vão desde  "falta de ética", segundo a diretora da Escola Guilherme Dourado; até "querer prejudicar a administração municipal", conforme frisou o secretário de Educação, Zesiel Ribeiro, à equipe de reportagem da TV Mirante. Notem bem que não estamos mais no período eleitoral, portanto, esdrúxula a hipótese levantada pelo secretário.

Segundo o noticiário, a professora Uiliene Araújo entrou na Justiça para ser reintegrada aos quadros e dificilmente não retornará tendo em vista a repercussão nacional que o caso tomou. Qual juiz de bom senso decidiria em desfavor dela?

Em entrevista ao portal G1, Uiliene afirmou: "Acredito na liberdade de expressão e em formar alunos com uma visão crítica, que não se conformem com as coisas do jeito que elas estão".

Com a palavra o Prefeito Sebastião Madeira!

Reproduzido do Blog Consocial

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Entenda na prática a transição municipal


Publicação está disponível na internet e disponibiliza informações sobre o encerramento de mandato e o sistema de informações municipais. Em 2013 será lançada uma cartilha também para o início de mandato de novos gestores
O alto índice de renovação nas prefeituras nas últimas eleições motivou o governo federal a lançar uma cartilha com orientações para que os gestores que estão encerrando o mandato possam atuar durante o período de transição. Dos 5.565 municípios, mais de quatro mil elegeram novos gestores, e pouco mais de 1.500 mantiveram antigos. 
A publicação informa sobre assuntos específicos para os prefeitos que encerram seus mandatos, com base na Lei Complementar nº 101/00 (Lei de Responsabilidade Fiscal) e na Lei nº 9.504/97 (Lei Eleitoral). As orientações propõem medidas para garantir o equilíbrio financeiro das contas e evitar o endividamento da prefeitura ao final do exercício. 
O documento também orienta sobre a instituição da Comissão de Transição de Governo. Nesse período de mudança, os órgãos municipais são recomendados a apresentarem relatórios aos representantes dos candidatos eleitos com resumos das decisões tomadas que terão repercussão no futuro da administração local. Com isso, espera-se reduzir os riscos de ver investimentos realizados por prefeituras paralisados devido às trocas de administrações municipais no início de 2013.
Outra demanda importante no processo de transição municipal é o compartilhamento de informações entre os gestores sobre os programas federais em andamento.  Para facilitar o acesso do novo mandatário a essas informações, foi criado o Sistema on line de Informações Municipais, disponível para consulta em www.portalfederativo.gov.br.
Desenvolvido pela Subchefia de Assuntos Federativos (SAF) da Secretaria de Relações Institucionais da Presidência da República, o sistema informa sobre programas federais existentes nos municípios, a parcela da população atendida por cada um deles, e os recursos investidos. O Sistema também comunica o perfil demográfico das cidades, dados relativos a educação, saúde, infraestrutura e sobre transferência de verbas da União para os municípios. As informações são provenientes de diversos órgãos federais.
Para fevereiro de 2013, já está sendo elaborada pela SAF a cartilha "Orientações para o Gestor Municipal: Início de Mandato", que será distribuída a todos os novos prefeitos. A publicação conterá um conjunto de informações sobre as ações desenvolvidos pelo Governo Federal para apoiar os prefeitos a executarem seus planos de governo de forma democrática e transparente.

Vitória de Edivaldo, esse é o maior presente para São Luís.

A população botou fé em Edivaldo
Vai ficar na história a vitória conquistada ontem, 28 de outubro de 2012 das forças políticas que lutam pela mudança no nosso Maranhão, tendo aqui, agora, Edivaldo Holanda Júnior, como o seu representante principal na nossa capital que vai implementar um novo modelo de governar nossa quatrocentona São Luís.

O governo de João Castelo desde seus primeiros meses, foi logo percebido pela maioria da nossa população, que não daria certo e São Luís iria passar por uma das mais desastrosas gestões já vista até hoje.

A nossa cidade precisava e precisa, ser cuidada com responsabilidade de maneira coletiva, discutindo com a população seus problemas e executando passo a passo sua estrutura de crescimento, valorizando seus funcionários da ativa e contratados com função.

Nossa São Luís sofreu muito na área da educação, quatro secretários em menos de 04 anos de gestão, sem aulas, sem alimentação escolar de qualidade, escolas abandonadas, falta de professores, etc. 

Só vamos citar a educação que é o carro chefe de toda administração e foi totalmente relaxada pelo prefeito, mostrando que o tucano nunca gostou da juventude estudantil, não percebendo que atingiu toda a população. Isso foi o maior motivo da sua condenação popular.

Agora nos últimos 04 meses, João Castelo maquiou a cidade com asfalto de baixa qualidade, pintura nas escolas, VLT sem direção e sem licitação, diga-se de passagem, numa tentativa desesperada de continuar por mais um mandato, ou seja, achando que o povo pudesse lhe dar uma chance, porém ele já estava condenado. 

A maioria da população nessas eleições e nesse ano do aniversário de São Luís, achou que deveria ofertar   a sua cidade, um valioso presente, uma nova gestão, com proposta e capacidade de trabalhar de acordo com sua pernas e não oferecer a nossa quatrocentona São Luís um presente de grego. 

Parabéns população, parabéns Edivaldo, agora todos podemos dizer: Parabéns São Luís pelo seu aniversário!

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Veja: Essas imagens dizem toda a montagem!










Em 2008, a campanha eleitoral de Castelo, acusou Flavio Dino de ser ligado a oligarquia Sarney. Muita gente acreditou e não votou. Hoje a ficha caiu, Castelo sempre foi da cozinha do Sarney e tá sendo apoiado pelo clã. Tire suas conclusões!

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Nem todo dia é dia de "santo", corregedor do TRE denuncia advogados de Castelo por manobras

Desembargador José Bernardo Rodrigues

O vice-presidente e corregedor do Tribunal Eleitoral, desembargador José Bernardo Rodrigues, enviou cópias do autos à OAB e MPE, em que advogados do candidato João Castelo tentaram manobras na Justiça Eleitoral para que o vídeo dos militares voltassem a ser veiculado no programa do PSDB, acusando Edivaldo Holanda Júnior de criar ‘milícia’ para acompanhar a eleição.
“Determino o envio de cópia de ambos os autos a OAB/MA e ao Ministério Público Eleitoral para apuração de possível prática contrária ao direito e desvio de conduta ética dos advogados que subscreveram as respectivas peças processuais”, diz no despacho o desembargador.O que seria uma estratégia para ludibriar a Corte Eleitoral, acabou se transformando em uma lambança jurídica, o que deixou o magistrado perplexo e irritado.
Tentando suspender a liminar que não permitiu mais a mostragem do vídeo ‘Milícia 36′ no horário eleitoral gratuito, os advogados da coligação de Castelo entraram com um mandado de segurança no plantão do TRE, mas o juiz Nelson Loureiro negou o pedido.
Em seguida, foi redistribuído ao juiz Sérgio Muniz e, não satisfeitos, simultaneamente, deram entrada em mais dois, sendo que um acabou nas mãos do desembargador José Bernardo Rodrigues, que acatou o pedido e ordenou a utilização do vídeo no horário eleitoral do prefeito.
Ao tomar conhecimento do primeiro mandato de segurança, o corregedor percebeu a manobra e imediatamente revogou sua decisão, até para se proteger contra a jogada.
Para evitar maiores atropelos, os advogados acabaram desistindo do pedido redistribuído ao juiz Sérgio Muniz.
Como se observa, o desespero tomou conta da coligação do candidato João castelo, ao ponto de tentar enrolar a Corte Eleitoral e terminou promovendo uma grande lambança. Agora, mais do que nunca, a Justiça Eleitoral terá que ficar atenta às ações do candidato do PSDB e de seus advogados.
Reproduzido do Blog do Luís Cardoso

Governo de Roseana Sarney usa Lei da Mordaça para beneficiar Castelo.

O governo de Roseana Sarney, através da sua Secretaria de Segurança, retorna a ditadura militar, cometendo abusos e atos anticonstitucionais par beneficiar eleitoralmente seu aliado o candidato tucano, João Castelo, repetindo o governo de São Paulo nas décadas de 70 e 80, que decretou na sua lei orgânica nº 207/79. O então secretário de segurança, o coronel Erasmo Dias, uniu a Polícia Militar e Civil e  usou o art. 63, incisos XXII, XXIV e XXVI , que diz:
Artigo 63 – São transgressões disciplinares: (…)
XXIII – promover manifestação contra atos da administração ou movimentos de apreço ou desapreço a qualquer autoridade;
XXIV – referir -se de modo depreciativo as autoridades e a atos da administração pública, qualquer que seja o meio empregado para esse fim; (…)
XXVI – tecer comentários que possam gerar descréditos da instituição policial;
Infelizmente,  essa medida ainda permanece como a mais eficiente ferramenta de perseguição política aos policiais que ousam manifestar opinião discordante da orientação política do governo paulista.

Acontece que agora no nosso estado depois de ser divulgado um vídeo, onde mostra policias se manisfestando sobre a preferência no candidato Edivaldo Holanda, adversário político do aliado do governo de Roseana Sarney Murad, João Castelo, a Lei da Mordaça é  usada pelo comando maior da segurança, numa ação totalmente contestada pela sociedade civil e jurídica maranhense.

Há muito tempo essa matéria não é mais  usada como argumentações jurídicas, e sim argumentações que garante  o indivíduo ter a proteção ao livre pensamento, não podendo ser mais impedido dizer o que pensa sobre assuntos de seu interesse. 

Na luta contra esses abusos,  a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República expediu a Portaria 02/2010, para implementar de ações que efetivem suas diretrizes em todos os Estados. Dentre suas orientações, destaca-se o fim de todas as denominadas “Lei da Mordaças” nas instituições policiais, pondo um fim a um fantasmas do regime militar que ainda assombra nossa sociedade democrática. A redação final da portaria ficou assim:
Art. 2º A Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República e o Ministério da Justiça estabelecerão mecanismos para estimular e monitorar iniciativas que visem à implementação de ações para efetivação destas diretrizes em todas as unidades federadas, respeitada a repartição de competências prevista no art. 144 da Constituição Federal de 1988.
Art. 3º Esta Portaria entra em vigor na data de sua publicação.
DIREITOS CONSTITUCIONAIS E PARTICIPAÇÃO CIDADÃ (…)
3) Assegurar o exercício do direito de opinião e a liberdade de expressão dos profissionais de segurança pública, especialmente por meio da Internet, blogs, sites e fóruns de discussão, à luz da Constituição Federal de 1988.

Campanha de 2014 já começou: Oligarquia Sarney abre a "caixa de ferramenta" contra a candidatura de Edivaldo para beneficiar Castelo.

Todos juntos no 2º turno
Como já era previsto, o clã Sarney mostrou a sua cara nas eleições de 2012. Com o apoio escancarado da família a candidatura de João Castelo do PSDB,  nesse 2º turno, coloca todo o seu arsenal político, jurídico e midiático para evitar que o candidato petecista Edivaldo Holanda Junior ganhe as eleições, prevendo fortalecimento da oposição nas eleições de 2014.

O blog relacionou várias ações articuladas para favorecer a vitória do atraso que lhe é peculiar. Veja abaixo a abertura da caixa de ferramentas até agora:

1 - Depois da derrota de seu candidato Washington, ordenou o PV do seu filho Sarney Filho, Ricardo Murard e seus pupilos a declararem publicamente apoio ao tucano;

2 - Numa manobra já conhecida por todos, articulou uma liminar proibindo que o instituto que acertou todas no 1º turno, não divulgasse um resultado de uma  pesquisa que dava vantagem de Edivaldo Holanda sobre o seu adversário Castelo, justamente no dia que o filho de seu empregado, Sergio Muniz estava de plantão no TRE;

3 - Ordenou que seu ex-leão de chácara, Chiquinho Escórcio, urrasse na tribuna do Congresso Federal, para denunciar sem falar a verdade dos fatos, o presidente da Embratur Flávio Dino, sobre uma discussão que aconteceu no TRE, onde o juiz de plantão Sergio Muniz agrediu o comunista;

4 - Ordenou que seus blogueiros e jornalistas cupinchas, fizessem estardalhaço sobre uma armação rasteira, sobre um vídeo editado e suspeito, onde os representantes das entidade militares do estado declararam apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior;

5 - Ordenou seus comandados da segurança pública estadual, usasse de forma estapafúrdia argumentos e execução de prisões dos representantes das entidades dos militares, transformando os mesmos em "Anastácias", usando a "Lei da Mordaça", presos sem poderem se manisfestar;

6 - Contratou de forma proposital, para tentar tirar a vontade da mudança e criar um clima de hostilidade entre a população, um instituto de pesquisa que juntamente com o Ibope, não acertaram nenhuma pesquisa no 1º turno. Irá divulgar nas próximas horas, empate técnico do seu aliado tucano Castelo, com a candidatura do petecista Edivaldo Holanda Júnior; 

Portanto amig@s, essas ações, justifica desespero e preocupação com a perda do poder de uma oligarquia que já dura cerca de 50 anos no nosso velho Maranhão. Nós maranhenses já enxergamos a saída desse atraso, onde começa pela mudança do poder político da nossa capital, a quatrocentona cidade de São Luís. 

A equipe do nosso blog, afirma que temos lado, não somos vendidos, não somos comunicadores de ocasião como alguns que não se preocupam se o nosso estado possa continuar ou não no caminho do atraso ou do desenvolvimento e sim de quererem se sustentar do erário público. Nosso blog luta sim pela mudança e por dias melhores para nossa população.

Viva a mudança de 2012 e 2014!

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Pela Paz: TRE libera pesquisa e retem vídeo da mentira. Contra a paz: Governo Roseana manda prender militares que votam na mudança.


Depois de muita movimentação e tensão nesse final de semana passado nas eleições de 2º turno em São Luís, com liminar proibindo divulgação de pesquisa e coligação apoiada pela família Sarney divulgando vídeo, acusando representantes da classe militar de milicianos. O TRE na tentativa de colocar o pleito numa ordem normal e a paz voltar nas ruas e entre os concorrentes eleitorais, liberou a pesquisa Data M, do Jornal Imparcial, para ser divulgada ontem (22/10) publicamente  e sobre o vídeo contra os militares, mandou retirar imediatamente da propaganda do candidato tucano, hora vista que essa ação estava criando clima de terror na nossa sofrida e quatrocentona cidade.

Diferentemente de estabelecer a paz entre os dois lados, o governo de Roseana Sarney Murad, através da sua Secretaria de Segurança, deu ordem aos comandos da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros que prendessem os militares que organizaram o comitê eleitoral da classe e seus familiares em apoio a candidatura do petecista Edivaldo Holanda Júnior.

Essa atitude repressiva e de abuso de poder, demonstra a falta de respeito com os seus subordinados e familiares dos mesmos, numa afronta total contra a constituição do país que dá o direito o de se expressar livremente, sem censura nem perseguições políticas, seja ele civil ou militar. Demonstrando ainda todo apoio a candidatura de João Castelo do PSDB. 

Sarney vê ameaça da sua oligarquia em 2014
Vale ressaltar que tudo isso é o medo do governo da oligarquia com as eleições de 2014, ter que enfrentar a candidatura de esquerda, tendo como liderança o atual presidente da Embratur e ex-deputado federal, Flávio Dino, com a vitória de Edivaldo Holanda, sairá muito fortalecido na nossa capital.

Nessa ação do governo do estado, o blog tem informações que já foram presos o sargento Aquino e o cabo Santos (PPS) que foi a candidato a vice na chapa da deputada estadual Eliziane Gama(PPS).

Pois bem, o resultado da pesquisa Data M, apenas confirma a liderança do candidato da coligação Muda São Luís, Edivaldo Holanda Júnior. Esse resultado que gerou o desespero maior na campanha tucana. Com 800 pessoas entrevistadas, entre os dias 18 e 19/10, sob o protocolo de Ma -nº 539/2012, que no cenário dos votos válidos Edivaldo Holanda tem 59% contra 41% de Castelo. 

Lembrando que hoje (23/10) pela manhã, haverá debate entre os dois candidatos na rádio Mirante AM e logo após o debate a coligação Muda São Luís realizará passeata em favor da paz a partir das 11 horas, saindo da Praça João Lisboa.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

Militares esclarecem denúncias feitas por João Castelo e reiteram apoio a Edivaldo Holanda Júnior.


Lideres militares que declararam apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior responderam em nota de esclarecimento as acusações de estarem organizando uma “milícia”. Negaram de forma veemente.
Veja abaixo a íntegra da nota divulgada no início da tarde pelos militares acusados de organizar uma “milícia” para apoiar Edivaldo Holanda Júnior.
Nota de esclarecimento

Nos dirigimos ao povo de São Luís, à família militar e lideranças civis para prestar os seguintes esclarecimentos e alertar a sociedade para a gravidade do momento, em face da baixaria eleitoral.

1.De livre e espontânea vontade, organizamos um comitê de apoio ao candidato Edivaldo Holanda Júnior. Nossa iniciativa legítima enquanto cidadãos de São Luís foi tomada livremente e, depois, comunicada ao comitê do candidato. Agimos dentro da lei, enquanto cidadãos que têm o direito de se manifestar politicamente fora do horário de trabalho;
2.Promovemos uma reunião política fora do horário de trabalho em que vários colegas da família militar, lideranças civis e lideranças comunitárias discursaram colocando suas opiniões e declarando apoio ao candidato. Nenhum desses discursos fez referência a organização de milícia ou a prática de qualquer ato ilegal;
3.Temos o direito de nos manifestar politicamente, respeitando a lei. O vídeo divulgado apresenta trechos de forma descontextualizada para distorcer a real intenção da reunião e dos discursos feitos. Utilizamos expressões próprias ao nosso dia a dia e nos referimos a missão secreta que é o singelo trabalho de apoio ao candidato, visitando as famílias de nossos colegas para pedir votos fora do nosso expediente;
4.É um absurdo inaceitável querer caracterizar esta iniciativa como destinada a organizar uma milícia de apoio a qualquer candidato. Lembrando que os Policiais Militares, Civis e Bombeiros são cidadãos com direitos políticos garantidos pela Constituição Federal;
5.Aproveitamos para denunciar que está havendo uma ação terrorista para interferir no resultado da eleição. A denúncia inverídica e deturpada contra a nossa iniciativa, organizada livremente e de forma espontânea, é mais um capítulo nessa onda de espalhar o terror, caluniar, mentir e, dessa forma, tentar sufocar aquilo que é a maior vontade de nosso povo hoje, ou seja, a mudança.
6.A denúncia caluniosa agride violentamente toda a família militar, por envolver de forma caluniosa as suas lideranças na tentativa de criminalizar uma iniciativa popular e legítima da categoria, que quer ter seu direito a voto garantido.
São Luís, 22 de outubro de 2012
Márcio Leal
Jean Marry

Fonte: Correio do Brasil
Em tempo:

Fonte: Blog do Gilberto Lima

Veja nota das entidades representantes dos militantes:



Coligação Muda São Luís, divulga nota sobre mais uma armação de Castelo/Sarney


Faltando 08 dias para a votação do 2º turno na nossa capital, o clima está mais tenso com a carga de calúnias e mentiras da campanha do tucano João Castelo contra a candidatura do petecista Edivaldo Holanda Júnior. 

Logo que a oligarquia começou a apoiar claramente a candidatura de Castelo, como Ricardo Murad, Juiz de TRE, blogueiros vendidos e jornalistas de rádio e TV do sistema miranteano, criaram um crime de terror na cidade. Vale ressaltar que a TV e a rádio Mirante dos Sarneys, durante o ano todo, bateu de manhã, de tarde e de noite, falando a verdade sobre a gestão de Castelo, com a derrota de seu candidato, o "Macaxeira", o sistema miranteano transformou de uma hora para outra João Castelo em "santo", perceberam?

Por tudo isso que está acontecendo e que vai acontecer ainda, a coligação Muda São Luís do Edivaldo Holanda Júnior, divulga nota de repúdio contra as mentiras, calúnias e armações da campanha de Castelo agora reforçada pelo grupo Sarney. Veja abaixo:

NOTA DA COLIGAÇÃO MUDA SÃO LUÍS 

Temos feito uma campanha limpa, em respeito às famílias de São Luís.

Infelizmente, desde o começo do 2º turno o candidato Edivaldo Holanda Junior tem sido alvo de ataques mentirosos e ilegais na TV e no rádio, além de panfletos com ofensas que circulam nos bairros. São 11 dias seguidos de agressões contra Edivaldo e seus familiares.

Agora, em mais uma tentativa desesperada de João Castelo para evitar a sua derrota, montaram um vídeo, juntando imagens de vários momentos, para criar a mentira de que existiria uma “milícia 36”. Desafiamos o Sr. João Castelo a apresentar um único ato de violência que foi praticado por essa suposta milícia.

Na verdade, Edivaldo Holanda Junior participou de uma reunião com bombeiros, militares e suas famílias, que têm todo o direito de se manifestar fora do seu horário de trabalho. São cidadãos e cidadãs que merecem respeito.

O vídeo apresentado por João Castelo é totalmente montado e ilegal, conforme o artigo 45, inciso II e parágrafo 5º, da Lei n° 9.504/97.

Estamos pedindo à Justiça o direito de resposta, perícia no vídeo e investigação sobre quem foi o autor da montagem.

Também estamos requerendo a presença de forças federais no 2º turno de São Luís, a fim de eliminar esse clima de medo que Castelo tenta criar. As forças federais também servirão para impedir a compra de votos que está sendo preparada, inclusive com o uso de repartições públicas.

Esse vídeo é somente mais uma manipulação de informação, como tantas feitas nessa campanha, para tentar ganhar a eleição a qualquer custo. Edivaldo é um homem cristão, pai de família, sempre foi comprometido com a paz e a democracia.

São Luís quer a mudança, e nenhuma manipulação vai impedir que isso aconteça.

São Luís, 22 de outubro de 2012.

COLIGAÇÃO MUDA SÃO LUÍS – EDIVALDO PREFEITO

Sampaio é Tri campeão Brasileiro

A data de ontem, 21 de outubro de 2012, vai para o livro da história do futebol brasileiro. Com uma campanha invicta, igual a de 1997 pela série C, o Sampaio Corrêa sagrou-se campeão brasileiro da série D, após 15 anos de luta.

A vitória de 2 a 0 que levou ao título inédito foi contra o CRAC de Goias. Lembrando que a "Bolívia querida" também foi campeão na série B em 1972. 

O Sampaio conquistou nessa brilhante campanha, o acesso a´série C de 2013.

Todos os jogadores, sua comissão técnica e sua grandiosa torcida, estão de parabéns, podem comemorar a vontade.

Veja o vídeo dos melhores momentos da festa do Sampaio:



Para os "desavisados", caiu a ficha: Castelo e Sarney unidos pelo atraso.

Castelo e Roseana blindando a antiga aliança
O nosso blog já havia avisado aos desavisados que João Castelo sempre foi ligado a oligarquia Sarney. Vários blogueiros e jornalistas sempre se manisfestam no seu espaço, que Castelo é de oposição ao governo do clã, na tentativa de blindar o tucano das críticas da verdadeira oposição. O seu partido PSDB, o mesmo da Privataria Tucana, na sua maioria hoje, não passa de um ninho de "abutres" travestidos de tucanos.

Revejam postagens do nosso blog, sobre o assunto:


No PSDB e DEM é onde estão os maiores investigados de desvio de dinheiro público de todos os tempos

Sarney manda seu indicado liberar calúnias e mentiras contra Edivaldo Holanda Júnior para favorecer Castelo!

Polícia de Castelo e de Roseana continuam agredindo trabalhadores.

Castelo e Roseana, farinha do mesmo saco!


Castelo sempre foi e será  ligado a oligarquia, só estão em casas diferentes. Esta eleição de 2012 está servindo, além da sua derrota, mostrar escancaradamente a intimidade e a ajuda política e judicial do grupo oligárquico.

O que tem a dizer agora os blogueiros e jornalistas sobre essa aliança? Talvez nada, pois a maioria desses "desavisados" são pagos para inventar essa farsa, mentir para confundir a população.

A ficha caiu,  o processo eleitoral de 2012 revelou a grande mentira, insisto: E os blogueiros vendidos o que tem a dizer?

sábado, 20 de outubro de 2012

Juiz Sergio Muniz é o mesmo que dorme com processos de interesses da oligarquia Sarney e já ameaçou jornalistas.

Juiz Sergio Muniz

As eleições de 2012, 2º turno para prefeito em São Luís, ganha um novo personagem, aliás, um velho personagem do judiciário maranhense o juiz Sergio Muniz, filho do adulador e empregado da oligarquia Sarney, Antonio Muniz.

O juiz Sergio Muniz entrou nesse jogo sujo promovido pela campanha de João Castelo, com uma canetada só. Proibiu que fosse divulgada a pesquisa do Instituto Data M, a única que mais acertou os resultados no 1º turno. Alegada pela coligação de Castelo de haver irregularidades. Como diz o dito popular no futebol “O juiz deu perigo de gol”. Essa pesquisa da Data M, segundo bastidores dava em média, 20% de diferença entre Edivaldo Holanda Júnior sobre o tucano João Castelo.

O juiz Sergio Muniz é o mesmo que ameaçou jornalistas que questionaram a legitimidade em conduzir as oitivas do processo contra Roseana que realizou uma festa de mais de mil convênios eleitoreiros no dia 24 de junho de 2010 (reveja aqui).

O juiz Sergio Muniz nesse processo de assinaturas de convênios por Roseana Sarney recebeu carta de ordem do TSE para que as testemunhas arroladas fossem ouvidas e o processo ficou “cochilando” na gaveta do juiz Sergio Muniz (reveja aqui)

O CNJ já deve conhecer as suas práticas. O juiz é quem mais retém processos. Só em 2010, o juiz estocou cerca de 161 processos e não decidiu se quer um, desses apenas 16 foram decididos em plenário. Podemos citar um exemplo: O juiz recebeu um processo de cassação do mandato da Prefeita Francisca Alves dos Reis do município de Fortuna, em setembro de 2010 e como relator, passou 300 dias e não se manifestou e nem deu andamento aos autos (reveja aqui).

Portanto é de estranhar que esse juiz, logo agora que Sarney decidiu apoiar abertamente a candidatura tucana, aparece em cena usando com uma só canetada, decisões que venham favorecer a coligação de João Castelo.

A casa caiu: Prefeitura de São Luís lotada de fantasmas e forasteiros.

Castelo está desesperado
Como se não bastasse de ser eleita umas das piores gestões administrativas já conhecida no nosso Maranhão e infelizmente logo na nossa capital quatrocentona São Luís, a gestão de João Castelo consegue empregar 8.783 pessoas, sem cargos, sem endereços, sem local de serviço e pasmem, pessoas que moram em outros 13 estados, ou seja, sem nenhuma identificação,  simplesmente mamando nas tetas gordas do cofre público.

O que indigna é que o montante pago a esse pessoal não identificado é muito dinheiro, salários gordos, que o blog divulgará em outra oportunidade. Dinheiro que poderia ser investido nas escolas, na merenda escolar, no transporte público, no asfalto de qualidade, no sistema de transporte, na guarda municipal, nos professores, nos materiais de expediente que falta todo dia nos órgãos público, etc. 

Podíamos até entender que em Brasília, pudesse ter uma equipe para trabalhar em busca de recursos para projetos e programas a serem implantados na cidade oriundos do governo federal, hoje pode até existir, porém existe também 01 fantasma na capital federal.

Perguntamos: O que faz os 34 funcionários que moram no Piauí? João Castelo é piauiense, será que são amigos ou parentes dele? E os 11 funcionários de Minas Gerais, será que é uma ajudinha para o outro tucano, o governador Aécio Neves?

Fantasmas fazem a festa com o seu dinheiro
Veja abaixo a lista completa dos funcionários lotados na prefeitura de São Luís em 13 estados:
Piauí - 34, Minas Gerais - 11, Goiás - 07, Ceará - 06, Mato Grosso do Sul - 5, Acre 04, São Paulo 03, Pará, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Espirito Santo e Sergipe cada um com 01.

Perguntamos ainda, o que fazem essas 8.783 pessoas empregadas na prefeitura? São pessoas indicadas pelos vereadores aliados de Castelo para receberem em troca de serem seus cabos eleitorais? São funcionários fantasmas de Castelo para implantar o terror na sua campanha de calúnias e mentiras? 

Nas redes sociais, como do twitter e no Facebook, existem vários internautas de outros estados, apoiadores e defensores da campanha tucana, será que esses são os contratados dos outros estados, como mostramos a lista acima?

Agora, imitando a moça da propaganda da campanha tucana: Senta e conta Castelo!

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

Após homem de proa abandonar o barco, o Ibope/Sarney tenta salvar campanha de Castelo.

Sarney entra direto na campanha de Castelo
A campanha de Castelo começa a afundar de vez, um dos mais importantes personagem de apoio ao tucanato, Clodomir Paz, está fora e afastado do comando de campanha.

No início desta semana ele teve a surpresa de ser exonerado do cargo de secretário da SMTT pelo seu "mui amigo" Castelo, para dá vaga à Canindé Barros. Esse foi o grande motivo do afastamento total de ex-secretário Clodomir. Castelo ainda anunciou que o seu "grande amigo" iria coordenar a sua campanha, porém o mesmo nem esquentou a cadeira.

Agora o governo de Roseana Sarney que não quer a vitória do petecista Edivaldo Holanda Júnior que pode fortalecer o presidente da Embratur, Flávio Dino na disputa em 2014, investe no instituto Ibope. 

Clodomir golpeado por Castelo
Logo de entrada na campanha eleitoral no 2º turno, o Ibope que é conhecido e sem dúvida em manipular resultados, divulga pesquisa diminuindo a diferença de Castelo para Edivaldo. Nas duas últimas pesquisas a diferença chegou na média de 20% agora a do Ibope coloca sendo 10%. Numa tentativa clara de dá fôlego a campanha do tucano, campanha esta que só apresenta maquiagens da sua gestão e mentiras contra o seu adversário, sem falar nas calúnias.

Com tudo isso, vai ficar difícil as autoridades do TRE atuarem em prol de uma campanha limpa de acordo com a normas pré-estabelecidas. O clã Sarney tem muita influência naquele órgão é só tomar muito cuidado pra não deixar acontecer igual no final das eleições de 2010.